">

“Manual da Solidão”
Chiado Editora/Chiado Publishers
Poesia
2020

“A solidão é a relação mais verdadeira que encontramos neste mundo.”
E se um dia o célebre semi-heterónimo de Fernando Pessoa, Bernardo Soares, ressuscitasse e resolvesse desmontar e desconstruir grande parte de tudo aquilo que pensou, sentiu, viveu e escreveu no “Livro do Desassossego”, depois de uma série de conversas imaginárias com o autor deste livro? Este é o desafio que Tiago Moita apresenta ao leitor nesta obra, com mais de cem textos em prosa poética: Demonstrar como uma personagem tão complexa e controversa como Bernardo Soares é capaz de mudar de ideias e comportamentos face à situação actual em que o mundo vive e de procurar um novo sentido para a existência humana a partir da solidão.

Onde comprar:

“Os Contos Impossíveis”
Chiado Publishers
2019
O que tem em comum um pintor aluado, um quadro vazio, um transatlântico em apuros, uma estátua viva e o sexo dos anjos com uma lágrima numa sala? Apenas o facto de fazerem parte de uma colectânea de dez contos, escritos por Tiago Moita, onde o autor cruza a ironia com o absurdo, o real com o transcendente, o surreal com o assombro e o imprevisto com o impossível, como se todos eles fizessem parte de um todo chamado Vida e revelassem os aspectos mais belos e negros da Arte, do Universo e da condição humana.

Onde comprar:

“A Fórmula do Peregrino”
Chiado Publishers
Romance
2018
Catherine Delgado é uma jornalista famosa e principal pivô de um dos mais importantes noticiários televisivos dos Estados Unidos da América. Numa viagem de automóvel sofre um acidente em plena terra de ninguém e é socorrida por um homem misterioso. Durante a viagem que faz com ele, descobre que esse indivíduo é um professor de Física Quântica, dotado de uma sabedoria espiritual e de uma cultura científica fora do comum, em busca de uma mensagem de esperança para um mundo dividido pelo medo, pelo ódio, pelo fanatismo e pelo preconceito de dois perigosos demagogos, e de uma equação matemática capaz de solucionar um dos maiores enigmas da História da Humanidade. Uma obra repleta de sabedoria, suspense, mistério, acção e aventura, acerca do futuro de Deus no mundo actual, os perigos do fanatismo e da demagogia, a guerra entre a Ciência e a Espiritualidade, e o papel da Consciência Colectiva na transformação da realidade e na resolução das maiores questões que a Humanidade colocou a si própria, desde o seu aparecimento.

Onde comprar:

“Metanoia”
Chiado Editora
Poesia
2017
“Metanoia” é um livro de Poesia escrito por Tiago Moita. Em apenas trinta e três poemas, o poeta revela nesta obra um sujeito poético em busca da origem do silêncio primordial, da criação que habita no âmago das palavras e a metamorfose do sentir íntimo de cada indivíduo, cuja essência e significado transcendem o Tempo, o Espaço e a Linguagem.

Onde comprar:

“O Evangelho do Alquimista”
Chiado Editora
Romance
2016
Samuel é um caixeiro-viajante, sem ambições nem sonhos, até ao dia em que dá boleia a um homem misterioso que encontra perdido no deserto, numa viagem de regresso a casa, após mais um dia de trabalho. Durante o percurso, descobre que aquele homem é um profeta lendário procurado pelas autoridades, devido às suas ideias e por causa de uma antiga profecia que ameaça os habitantes de uma cidade de especuladores e revolucionários, escritores, poetas e artistas, cientistas e filósofos, governada por um tirano, onde vive Samuel. Uma obra plena de mistério, sabedoria, suspense, aventura e sátira ao mundo contemporâneo, numa viagem espiritual em torno da origem do Universo e do Homem, do sentido da vida e da verdadeira natureza do ser humano.

Onde comprar:

“Post Mortem e Outros Uivos”
WorldArtFriends Editora
Poesia
2012
POST MORTEM E OUTROS UIVOS” não é um livro, mas um grito. Voz estridente de uma revolta surda contra um presente sem passado e sem futuro. Ferida aberta por um silêncio anónimo que perdeu a vergonha de sair à rua e mostrar a sua nudez ao mundo. Alfa e Ómega de dois ciclos. Morte e renascimento do Tempo e do Homem através da palavra.”
Segundo Tiago Moita, o seu mais recente livro “Post Mortem e Outros Uivos” (WorldArtFriends/Corpos Editora) não é um livro “mas sim um grito.” O autor, no seu mais recente poemário, pretende abordar, não só a revolta das gerações que nasceram depois da Revolução de 25 de Abril de 1974, como também o tema da revolução enquanto processo de transformação da sociedade a partir do indivíduo, mais propriamente, “uma superação existencial do indivíduo através do poder do seu próprio pensamento onde a palavra serve de ponte para o ligar à sua verdadeira essência. O ponto onde começa a revolução é onde essa superação choca com os valores e dogmas de uma civilização aprisionada por um presente sem qualquer sentido”. Daí, no entender do poeta, a sua obra acaba também por ser uma espécie de “voz estridente de uma revolta surda contra um presente sem passado e sem futuro. Ferida aberta por um silêncio anónimo que perdeu a vergonha de sair à rua e mostrar a sua nudez ao mundo. Alfa e Ómega de dois ciclos. Morte e renascimento do Tempo e do Homem através da palavra.”

Onde comprar:

“O Último Império”
Chiado Editora
Romance
2012
Inês Maia, uma jovem estudante portuguesa de Arqueologia, é confrontada com a notícia inesperada da morte do seu avô. Quando regressa do funeral, recebe como herança um baú de brinquedos antigos com um livro misterioso que só ela é capaz de ler e a conduz para uma aventura alucinante em busca de um dos maiores mitos da História de Portugal: O Quinto Império, o último império da Humanidade. Um romance cheio de aventura, suspense e acção à volta de um conjunto de segredos sobre o passado, o presente e o futuro de Portugal e do mundo do terceiro milénio.   O que descobriram os Templários no Templo de Salomão?   O  que disse Jesus Cristo a Dom Afonso Henriques na batalha de Ourique?    Por que razão Dom Sebastião foi para Alcácer-Quibir?    Por que motivo foi julgado o Padre António Vieira?    O que levou Aleister Crowley a encontrar-se com Fernando Pessoa?    O que é o Clube Bilderberg? O que são Crianças Índigo?    Porque nasceu Portugal?

Onde comprar:

“Ecos Mudos”
Papiro Editora
Poesia
2006
“ECOS MUDOS” é uma fábula poética que conta a história de um poeta, de uma grande cidade dos nossos dias, que se apaixona por uma mulher que tenta convencê-lo a abandonar a sua vida de tristeza e solidão e da sua viagem até ao Inferno aonde acaba por encontrar os seus fantasmas e as suas memórias mais obscuras. Uma viagem à volta  da fragilidade humana em oito capítulos cheios de mistério e emoção e um enigma misterioso, sobre um dos assuntos deste livro, expresso em código.

Contactos

tiagovmoita@tiagovmoita.com

Redes Sociais

Pedido de Informação